Haikyuu nas Olímpiadas? As relações entre a nossa seleção e o famoso anime de vôlei

Ultimamente, com as Olimpíadas de Tóquio, os holofotes caíram sob Haikyuu nas redes sociais e sendo um anime de vôlei, o Brasil não podia ficar de fora!

Como aconteceu o hype?

Fanart do Hinata torcendo pela seleção brasileira – Weslley Euller

Para a alegria dos fãs brasileiros, recentemente a JBC anunciou o lançamento do mangá de Haikyuu no Brasil, e isso reviveu a comunidade da história do baixinho Hinata, que estava cabisbaixa desde o fim da quarta temporada.

Junto com isso, as seleções de vôlei feminino e masculino do Brasil estrearam nas Olímpiadas de Tóquio, e isso foi uma oportunidade para os fãs levantarem hashtags do anime, criar fanarts dos personagens da história com uniformes brasileiros e se reunir para torcer.

Mas essa relação foi além do lado de fora da quadra!

Alan com as camisetas do Tanaka (esquerda) e do Hinata (direita).

Nosso oposto da seleção masculina, Alan, é declaradamente fã da animação! Em seu Instagram pessoal, ele já fez algumas publicações falando sobre o que acha do anime, inclusive revelando que seus personagens favoritos são o Hinata e o Tanaka!

Em entrevista ao canal do youtube PED Games em novembro do ano passado, Alan afirmou se identificar com o Hinata, pois, assim como ele, no seu início no vôlei o protagonista era “saltador e era ruim”!

Apesar disso, segundo Alan, ele tinha muita força de vontade, era muito competitivo e com vontade de aprender, características de Hinata com as quais ele se identificou.

Haikyuu e o Brasil.

haikyuu
Capítulo #369 de Haikyuu: Hinata se muda para o Brasil para treinar vôlei de praia

Mundialmente nosso vôlei é reconhecido, e claro que Haikyuu também fez diversas referências ao Brasil ao longo do mangá!

💣 CUIDADO: Alerta de spoiler leve para aqueles que não acompanham o mangá 💣

Logo no quarto episódio do anime temos uma citação do ex-técnico da seleção, o Bernardinho. Além disso, mais a frente no mangá temos diversas citações diretas ao Brasil e nosso vôlei.

Outro momento que o Brasil aparece é após o arco do torneio nacional e um timeskip, quando o Hinata decide viajar para cá e estudar o vôlei de praia. Para se tornar melhor no vôlei de quadra, ele buscava ser um jogador mais completo e consistente!

E para finalizar, no últimos capítulos do mangá, temos a aparição do personagem Nicollas Romero, que é apresentado como um dos atacantes da seleção de vôlei brasileira, sendo citado como um “atacante a nível mundial”.

Além de aparecer um pequeno flashback mostrando Nicollas jogando pela nossa seleção, ele também tem uma aparência muito semelhante a do nosso ex-atacante Giba!

Coincidência? Acho que não…