ANTHEM CANCELADO 001

ANTHEM RESSURGIRÁ DAS CINZAS? A BIOWARE DIZ… NÃO

A história conturbada da Anthem está chegando ao fim, com a Bioware revelando que Anthem 2.0 foi oficialmente cancelada, após 02 anos de vida do game original.

Sabe aquele jogo que explodiu a cabeça de muitos jogadores na E3 de 2017?
Aquele na apresentação da Microsoft?
Aquele que muitos, disseram que seria o que Destiny não foi? (eu mesmo disse isso diversas vezes)
Aquele que parecia ser o verdadeiro jogo do Homem de Ferro?
Aquele que aguardamos quase dois anos pelo seu lançamento… acompanhando as notícias… os desenvolvedores… os mega-hyper-foda cosplayer´s…
Aquele que tinha uma mecânica de voo impressionante, até mesmo debaixo d’água, onde o seu personagem parecia ter virado um submarino ultra manobrável?
Aquele ao qual entraríamos em fendas temporais para enfrentar deuses?
Pois é… parece que não iremos fazer nada disso… nunca mais…

Aquele que foi um dos maiores, senão o maior floppy da geração passada?

Não é segredo que o Anthem teve um lançamento problemático, mas os fãs do jogo colocaram todas as suas esperanças em Anthem 2.0 (eu sou um desses fãs). Esperar por qualquer tipo de notícia sobre esse milagroso upgrade já foi uma verdadeira aventura, mas agora temos a triste confirmação de seu cancelamento. A notícia veio diretamente de Christian Dailey, o chefe do projeto da reestruturação de Anthem, então não há como negar sua legitimidade. Resumindo, Dailey explicou que a equipe que estava trabalhando em Anthem, agora está dedicando seus esforços em novos capítulos de Dragon Age, Mass Effect e Star Wars: The Old Republic.

Anthem Gameplay

Anthem foi lançado em 22 de fevereiro de 2019 e recentemente celebrou seu aniversário de dois anos. Provavelmente, por causa da data, a Bioware e a EA resolveram reavaliar seus planos para o game e definiram qual era a melhor direção a seguir.
Em sua declaração, Dailey nos dá uma visão mais clara sobre o que levou Anthem 2.0 ao seu cancelamento.

Dailey dá duas razões principais pelas quais o desenvolvimento do Anthem 2.0 foi interrompido. A primeira razão não surpreenderá ninguém, já que está relacionada à pandemia de COVID-19. Dailey disse abertamente que os planos da Bioware para 2020 e além foram afetados diretamente pela pandemia e que simplesmente não é possível fazer todas as coisas que pretendia sem colocar um estresse indevido sobre sua equipe.

Tenho que admitir que esse argumento é sensato, já que os jogadores recentemente se mobilizaram contra a cultura crunch e a exploração dos desenvolvedores de videogames.

Além disso, Dailey também explicou que a Bioware, como empresa, precisa concentrar seus esforços na criação de melhores jogos das franquias Dragon Age, Mass Effect e Star Wars: The Old Republic. Títulos obviamente mais bem estabelecidos entre os fãs do que o Anthem (por motivos óbvios), então faz sentido do ponto de vista de negócio, adotar essa abordagem.

Em relação à Star Wars: The Old Republic, essa menção indica que o jogo online continuará a receber atualizações de qualidade e novos conteúdos. Para encerrar, Dailey explica que isso é perturbador para ele e para toda a equipe que trabalhou no Anthem 2.0 também, mas, mesmo assim, que está orgulhoso de todo o trabalho que eles fizeram.

Os fãs estavam especulando sobre quanta chance Anthem 2.0 realmente tinha de virar realidade (estou aqui eu de novo), e agora temos uma triste, porém clara resposta. Embora isso seja certamente decepcionante (muito decepcionante na verdade) para os fãs do jogo e para aqueles que acompanharam seu desenvolvimento de perto, devo mencionar que achei sensato por parte da Bioware dar encerramento à essa novela, ao invés de deixar-nos em uma dúvida constante.

E sobre o jogo base, de acordo com Dailey, a estrutura atual de Anthem continuará funcionando, por enquanto. Ou seja, em algum momento os servidores serão desativados e o game morrerá de vez…

“Bom, como nunca sabemos o dia de amanhã, quem sabe alguém tira o projeto da gaveta e retoma, quem sabe…”
Anderson Roberto

Disclaimer

Sabe qual é o maior problema de ser gamer… O hype.
Essa notícia que redigi aqui para vocês, mostra mais uma vez como o hype de um jogo pode nos deixar muitos felizes no início e depois, deixar um grande vazio que parece não ter como preencher. Assim como você, ok, talvez não você, mas com certeza, muitos jogadores assim como eu, piraram com aquela apresentação na E3 de 2017.
Aquelas armaduras, aqueles gráficos, aquele gameplay, aquela atmosfera, aquele universo de possibilidades…

 parabéns para a equipe de produção, direção de arte e marketing 

Pois bem, aqui no GN-Grupo Nerd, por causa desse hype, só escrevia, só postava sobre o jogo, e contava os dias em cada post sobre Anthem até o seu lançamento.

ANTEHM-CONTAGEM-REGRESSIVA
Contando os dias…

Para a BGS 2018, que cobri aqui pelo GN, até mandei fazer umas camisetas personalizadas do game, uma para cada Javelin (as armaduras do game), cada uma mais linda que a outra.
Que sensação feliz, que alegria, que saudade daquele sentimento… da ansiedade, de ver meus amigos e personalidades também acreditando que esse game seria um divisor de águas, assim como outros games fizeram no passado… sabe participando e curtindo do hype.

Pois bem, o game teve uma demo, que a muito custo consegui participar. Você precisava ver a alegria da criança, sabe quando ela ganha um brinquedo novo… então, apesar do caos que foi jogar essa demo, eu e, pelo menos todos os amigos que estava comigo em live, adoramos, e eu estrimei por quase 11 horas o gameplay… bom, boa parte foi tentando entrar no game, mas mesmo assim conseguimos jogar e foi o máximo, principalmente porque sabíamos que aquilo não era o game pronto e sim um pedaço do que ainda estava em produção. Mesmo assim o hype nos fez encher os olhos, de como ia ser fantástico esse game, quando pronto.

Enfim, chegou o dia de lançamento, o game foi liberado com instalação antecipada e lá vamos nós… Não posso dizer que não me diverti, muito pelo contrário, me diverti e muito, pois joguei em coop por quase toda a campanha, ainda maravilhado com tudo o que ainda viria a acontecer…

e foi ai que a ficha caiu…

Pois ao final da campanha, simplesmente não tinha nada pra fazer (isso meio que parece o Destiny), mas apesar da comparação, temos o Destiny 2, com uma comunidade forte e o game recebendo conteúdos novos, e olha que eu sou um jogador de Destiny 2, e curto pra caramba o game…

então onde foi que eu errei???

Bom, na verdade se eu errei em algo, foi de entrar no hype, pois já fazia um bom tempo que não comprava um game em pré-venda, e olha que isso só ocorre em games da série Halo, que por ventura possuo até algumas versões de colecionador, mas não dá aqui e nem é justo comparar um game como Halo, com a sua base instalada de games de fãs há anos com uma nova IP que prometia muito… pois é… só prometia…

O que eu quero dizer com tudo isso…

é em como é triste uma situação assim…

um game com um puta potencial…

sob a responsabilidade de uma produtora renomada…

com histórico de games épicos e game morre em dois anos…

Eu não sei dizer se me sinto enganado (como muitos devem estar se sentindo), ou se simplesmente eu fui apenas mais uma vítima do hype. E que, talvez este comentário até esteja datado já que Anthem já vem ladeira abaixo a um bom tempo, pois mesmo com as mudanças aos quais o game passou, não tira a mancha de…

“O que nos foi apresentado, não é o que nos foi entregue”.

E acabou…

Para fechar…

“Anthem é uma bosta de jogo???”

“Não, não é uma bosta de jogo, mas com certeza, provavelmente não vislumbraremos nunca o que ele deveria/poderia ter se tornado…”

Esse hype…